terça-feira, 31 de agosto de 2010

Manual de sobrevivência de um auto-acamado .

Antes de mais exijo que respeitem esta classe social que são os auto-acamados. Merecem o nosso respeito tanto como merecem as mulheres da vida, os 'trepadores sociais' e os que pagam para ter sexo por telemóveis que só têm toques monofónicos. 

Antes de mais, sinto que é necessário esclarecer o que é um auto-acamado:

  • Definição Corrente: um bando de marmanjos que não faz ponta dum chavelho. Passa o tempo deitado no sofá ou na cama a comer batatas fritas e a beber sumos gaseificados.   
  • Definição Linguístico-Lexical: substantivo colectivo composto por justaposição entre o nome-prefixo 'auto' + o adjectivo 'acamado'. Designa o conjunto de pessoas que levam uma vida sem nenhuma actividade física ou de trabalho intensa. Costumam viver na posição horizontal em locais chamados locais de repouso. Entre os locais de repouso destacam-se as camas e os sofás. Considera-se um auto-acamado qualquer individuo que permaneça nas condições descritas em, pelo menos, 16 das 24 horas diárias. Sinónimos recorrentes: parasita, atrofiado dos músculos, preguiçoso.     
Eu confesso que simpatizo muito com esta classe social, essencialmente em metade do ano (fazendo o somatório de todos os períodos de tempos livres e de férias que tenho). Contudo estas férias tenho praticado imenso esse estilo de vida. Passo quase todo o tempo na minha linda e fofinha caminha a ver filmes, a pôr posts estúpidos no blog, a falar com as pessoas, a ver as figuras que algumas pessoas metem no facebook... enfim muita coisa. Como não consegui convencer os meus pais a porem uma sanita no quarto nem um microondas, quando quero comer ou fazer algo que é fisiologicamente obrigatório para o corpo humano, lá tenho-me de deslocar do meu porto de repouso.
Assim sendo, nos últimos dias tenho pensado ' Caramba André, não fazer nenhum é realmente complicado e exige muito esforço! ' (só de ter pensado nisso tive de fazer logo uma sesta para compensar o esforço exercido sobre o meu precioso cérebro).  
Resolvi partilhar como a blogosfera tudo o que é necessário para se conseguir sobreviver sendo um auto-acamado. Acredito que muitos deixam esta vida por falta de informação. Da minha parte, isto não voltará acontecer. Deixo-vos aqui as regras básicas de sobrevivência para um auto-acamado:

Regras básicas de sobrevivência para um auto-acamado (retiradas do meu manual de sobrevivência para auto-acamados)

I. Nível de Luminosidade deve ser constante e num valor neutro:
É muito importante. A luminosidade do nosso local de repouso deve estar num valor que seja confortável para estar de dia e favorável a adormecer de noite. Basta colocar a persiana num nível aceitável no dia em que se iniciar a prática do não fazer nenhum. Caso tenham persianas eléctricas, tenham o comando a cerca de 30 cm de vós, ficam com o assunto sempre resolvido. Ps: este blog não se responsabiliza por eventuais assaltos que possam ocorrem devido às persianas estarem abertas durante a noite. Obrigado.

II. Ter fichas de electricidade muito perto do local de repouso.
Isto é no mínimo essencial! Nunca se sabe quando pode acabar a bateria do telemóvel ou de outro objecto electrónico que é usado por nós no nosso momento de relaxamento. É melhor prevenir, se não podemos ficar sem nada para fazer. Não é que isso seja uma chatice, mas parece mal não estarmos pelo menos a mandar uma sms de vez em quando...

III. Nunca deixar um comando a menos de 2m do local de repouso.
Isto é básico. Imaginem que querem mudar um canal e não vos apetece levantar para ir buscar o comando? Vão ficar num dilema desconfortável e que pode deixar sequelas para toda a vida.

IV. Comprar bolachas com grande espectro de validade.
O bicho da fome nunca avisa quando ataca. Com a nossa exaustão física elevada é aconselhável ter, no mínimo, duas gavetas cheias de bolachas e salgadinhos. Não vá o diabo tecê-las ...

V. Ter uma fotografia de um destino paradisíaco num espaço visível do local de repouso.
É ideal para nos motivar no nosso descanso. Olha para a gravura e imaginamo-nos naquele local. As preocupações são quase as mesmas nos dois locais: nenhumas. Mesmo assim num destino paradisíaco podemos ouvir o som do mar, sentir as areias a enfiarem-se nos dedos dos pés, ouvir os 'AU!' das pessoas que levam com cocos pela cabeça.Que pena que isso ainda não venha em nenhuma cama e em nenhum sofá...

VI. Possuir uma almofada bastante larga.
É de extrema importância para o nosso conforto e bem-estar. Assim enquanto usufruímos de uma parte da almofada, a outra ainda está fresquinha pronta para nos receber no momento em que mais precisarmos dela. (esta é uma boa ocasião para cada um abraçar a sua almofada e dizer que a adora). Caso alguém tenha um travesseiro, ainda é melhor: podem dar voltas e voltas que têm sempre um espaço fresco.

VII. Ter um irmão mais novo ou uma estante ao pé do local de repouso.
Este regra é muito variável. Nem todos temos irmãos mais novos e nem todos temos estantes ao pé do local de repouso. Contudo quem não tiver nenhum deles que se apresse! Tem a sua vida em risco. Ambos os suportes são úteis para nos fornecer alguma coisa. Ou mandamos um berro raivoso ao nosso irmãozinho ou então esticamos o braço. A quantidade de ATP que é gasta é equivalente, por isso o suporte utilizado já é uma questão pessoal. Nota: para quem não sabe, o ATP (adenosinatrifosfato) é a única forma de energia que as nossas células podem usar. Basicamente em tudo o que fazemos gastamos ATP. É a nossa gasolina basicamente...

VIII. Ter uma ventoinha bem localizada.
Não se pode arriscar a vida nos tempos de maior calor, uma ventoinha bem localizada é crucial para a nossa sobrevivência. Para além disso pode ter uma aplicação mais 'orgânica' (quando temos comichão nas costas e não nos apetece coçar) ou então uma aplicação mais 'sonhadora' [quando queres sonhar que estás num enorme descampado e pensas 'ai, estou aqui a guardar as minhas cabritas e a mamar com o vento nas trombas, sinto-me tão saloio(a)'] 

IX. Não ter relógios por perto.
Isso é um ponto de relevo nesta cultura social. Um auto-acamado vive despreocupado sem fazer nenhum. Regula-se apenas pelo seu metabolismo. Estar perto de relógios pode levar a consequências graves nos níveis de stress e no batimento cardíaco. Vão querer arriscar?
X. Possuir um penico de porcelana no local de repouso. (regra extra).
Esta regra é importante para a variante dos auto-acamados: os auto-acamados compulsivos. São pessoas que nem para fazer as suas necessidades fisiológicas conseguem ficar longe do seu local de repouso. Daí que seja necessário o uso de um penico. O facto de ser de porcelana, é um detalhe minimamente decorativo. Dá mais prestígio dizer que se tem um penico de porcelana do que um daquele latão que se enche de verdete à terceira lavagem! Toda a gente do jet set tuga tem penicos de porcelana, vão ser vocês a fazer figuras tristes? Pensem bem nisto.


E pronto, agora se morrerem já não venham dizer que vieram daqui. Garanto-vos que se seguirem isto tudo (vá o penico podem dispensar), estarão vivos pelo menos até ao final das férias! Porra já escrevi muito, preciso de um sesta... 

18 comentários:

  1. Então é para hoje já, quando mais depressa resolver-mos isto do engate melhor. Já fica despachado. (Ok , isto não suou muito bem agora)

    Ah, e pelo post que acabei de ler está mais do que explicito que disponibilidade para a festa ser em tua casa não te falta!
    Férias são férias, meu caro amigo. É bom ter estes momentos de auto-acamados de vez em quando mas depois chegas ao fim das férias e não aproveitaste nada.
    (E se fores como eu, chegas ao inverno e não te calas porque estas sempre branco)

    Boa sesta auto-acamado :p

    ResponderEliminar
  2. * soou de soar e não suou de suar, transpirar -.-(que burra)

    Mas a intenção era ser rapido e não soar bem , ahahah (x

    Férias quase todo o ano ? :o
    Aquilo do ATP pareceu-me de alguém que anda no curso de ciencias e se for o caso, não lhe chamo férias todo o ano.

    ResponderEliminar
  3. Cheira a distancia :p

    Eu podia entrar na universidade este ano mas ... :|
    Tens que me ensinar a fazer isso entao, bolas!

    ResponderEliminar
  4. O que é que cheira a exagero ? :o

    Eu deixo acumular tudo porque ponho sempre coisas a frente e depois, pimba.

    ResponderEliminar
  5. Ninguém, que não tenha biologia, fala em ATP por isso não é exagero nada :c

    Sim, eu sei por experiencia propria.
    (Infelizmente.)

    ResponderEliminar
  6. Mas eu disse que tinhas ? :o
    Eu disse que desconfiei pelo texto.

    ResponderEliminar
  7. Eu fico é irritado quando o ponto III não se concretiza. Depois de preparar os pontos todos, e de me sentar bem confortável.... "porra pá, lá tenho eu que me levantar par mudar o canal" sim, porque se repararem, o comando fica sempre a uma distância desconfortável, ou seja, parece estar perto, mas por mais que nos estiquemos, não chegamos.

    ResponderEliminar
  8. Ahah.. é isso, tem instruções e tudo. xD
    Mas essa não é vida para mim.. ou por muito que quisesse não conseguiria. Isso é demasiado tempo de repouso e depois já ficava farta de tanto descansar (como já estou).
    :P

    ResponderEliminar
  9. Imagino :o ahah

    Eu digo "fogo, já estou farta de estar sem fazer nada" - mas depois começo a pensar "Dizes isto agora, mas quando começarem as aulas, vais dizer precisamente o contrário". E é sempre assim.

    ResponderEliminar
  10. Já eu estou sempre a pensar no que é que posso fazer para passar o tempo, mas alguma coisa que não me aborreça, e como não chego a qualquer conclusão.. opto por ficar pelo blog, é mais interessante e nunca me farto. :p

    ResponderEliminar
  11. Sim é fácil, eu mesma já fiz isso muitas vezes, mais à noite. Mas se estiver na cama durante o dia, é só mesmo se estiver com preguiça (e mesmo assim), ou se tiver doente.. senão, não consigo. :)

    ResponderEliminar
  12. Ahah... se calhar, não sei xD

    ResponderEliminar
  13. Ahah, achas que é assim tão mau? :p
    Gosto muito de estar na caminha à noite, de dia.. torço um pouco o nariz, mas gosto de me levantar tarde. Só que lá está.. não tenho tudo à beira da cama.. pronto, não dá muito resultado, e tenho um irmão.. mas mais velho, se eu lhe pedir algo, faz, se lhe pedir outra vez. vá lá que não vá, mas se lhe pedir outra e outra vez ..ele manda-me ir dar uma curva. :p

    ResponderEliminar
  14. Sim.. estante resulta melhor no meu caso, mas tenho as mesinhas de cabeceira que também servem. :p Ás vezes tem tanta coisa.. que já nem tenho espaço para pôr mais nada.

    Quanto ao outro blog, sim é inteligente :D

    ResponderEliminar
  15. Exacto, têm que marcar a diferença, também gosto de marcar a diferença.. mas não me identifico como uma auto-acamada. :p

    ResponderEliminar
  16. Uauuu, sim senhor grande filosofo (hoje - segundo tu).
    :p
    Afinal ser auto-acamado ..não prejudica muito cérebro xD

    ResponderEliminar
  17. Pois pois, mas olha que eu fico um pouco preocupada e não sou auto-acamada, fará se fosse. É que eu até sou inteligente.. mas os meus neurónios às vezes de não pensarem.. arrefecem e no entanto parece que por vezes costa-lhes a aquecer. :p Parece que param às vezes.. e isso é efeito de tanto descansar.
    xD

    ResponderEliminar

Comentar aumenta a esperança média de vida. QUERES MORRER NOVO?