terça-feira, 22 de março de 2011

Vou começar a levar a espingarda do meu pai para a rua!

Não sei porquê, mas penso que devo ter uma predisposição genética para as pessoas fazerem pouco de mim publicamente. Também não é nada que não me admirasse, se sempre que temos o raio de alguma coisa a culpa é dos genes, por que é que neste caso seria diferente?

Bem, mas basicamente vou aqui declarar algumas das situações humilhantes que ocorreram num espaço de UMA SEMANA!

1 - na caixa de um supermercado cujos seus anúncios publicitários são sempre um autêntico fail

senhora da caixa - alguém me pode dizer quanto é metade de 7,70 € sff?
eu - são 3,85€ !
velhota ao meu lado - oh menina, eu mal sei contar até 100, quanto mais isso.
eu- 3,85€ !!
rapaz da fac. de desporto que cheirava a suor que tresandava - espere que eu vou fazer a conta ( e mete-se a pensar feito intelectual)
eu - olhe são 3,85!!!!!
rapaz da fac. de desporto que cheirava a suor que tresandava - acho que são 3,75!
senhora da caixa - ah obrigado! esses universitários são outra coisa!

1) ele disse-lhe o troco mal
2) ela devia ser uma desesperada ou ter um fetiche sexual com suor e estares a atirar ao rapaz
3) INDIRECTAMENTE CHAMOU-ME MENINO DO SECUNDÁRIO!

para ela, com amor...

2 - numa pseudo-papelaria, vi à venda umas pulseiras estúpidas. Daquelas de silicone com várias formas : números, amuletos, animais, etc. Eu como sou um irmão muito preocupado e sei que a minha irmã faz colecção daquilo (e principalmente porque aquilo só custa 1,5€) pensei em levar um pacotinho à minha irmã, então entrei para comprar.

eu - bom dia, queria uma saqueta de pulseiras daquelas às formas que tem na montra
senhor - muito bem.

(ele lá vai buscar as pulseiras)

senhor -  o senhor quer escolher quais é que ainda lhe faltam ?
eu -  MAS ISTO NÃO É PARA MIM! É para dar à minha irmã
senhor - ah pensava que era para si, além disso oferecer uma coisa tão barata a uma pessoa? Para isso ia ao chineses!

para esse senhor que deve estar a guardar economias para comprar um capachinho, com amor...


3 - Enquanto ia na baixa, vejo um rapazinho a vir a correr atrás de mim, e parecia um ciganinho...

puto - señor señor, espera señor
(eu a fazer de que não era nada comigo)

puto - señor señor, espera señor
(continuava a andar, sempre a fazer-me de despercebido a ver se o raio do puto bazava)
puto - señor señor, espera señor
eu - (virando-me bruscamente de costas) EU NÃO TENHO DINHEIRO, DE-SA-PA-RE-CE!
puto - (com um ar super assustado) desculpa señor, só te queria mostrar minha tee

conclusão: o puto só me queria dizer que a t-shirt dele era igual à minha. Tipo era do super homem, mas via-se perfeitamente que a dele era made in ciganada. De qualquer maneira tive de fazer um ultra sorriso amarelo ao puto visto estar ali os pais. Depois virei costas e pus os óculos escuros.

tudo por causa do raio do puto e das roupas dos tendeiros! para eles, com amor...

4 - ia para casa, à noite, após uma festa. Ia sozinho e junto a uma rotunda, um carro abranda junto a mim e diz:

condutora - olha, comia-te todo!
eu- olha se fosses boa!
condutora - (acelerando e passando por uma bruta poça de água a ver se me suja todo) vai pó cara***!
eu - (rodando o braço de um lado para o outro) tomaaaaa .|.

mesmo assim, para ela que arruinou as minhas calças de ganga e a vida da mãe dela (visto ser uma rapariga tão feia que nunca irá casar, dando-lhe encargos para o resto da vida), com amor...


5 - ainda à poucas horas, num centros de cópias...

eu - bom dia, dá para imprimir um documento a partir de uma pen ?
ele - eu não sei se sabe, mas actualmente só se usam impressoras para imprimir...
eu - (mandando tipos raios laser pelos olhos)
ele - ahahah estou a brincar

para ele, que devia estar a trabalhar do que a jogar no cityville do facebook, com amor...



ps: ainda tenho que ir à loja de casa e pesca comprar os cartuchos.

12 comentários:

  1. Ahahahah! Porquê que estas coisas nunca me acontecem a mim.. Tenho assim um ar tão inofensivo? Opa :(

    ResponderEliminar
  2. O puto foi fofinho. Oh!
    E com aquela resposta à condutora, passaste a ser o meu ídolo.
    Muito boa, mesmo. :'D

    ResponderEliminar
  3. Meu Deus... Isto foi tudo aqui na nossa zona?!...
    Lindo!

    ResponderEliminar
  4. ahah, a imagem mata-me andré! xD
    a da condutora tá demais, ahahahahahahah!
    acho que também deves começar a levar a espingarda para a rua.

    ResponderEliminar
  5. ahah, não mates ninguém, sfv xb

    ResponderEliminar
  6. sim, mas só nessas condições :b
    espetas-lhe um balázio no meio dos olhos, tá feito, ahahah!

    ResponderEliminar
  7. convém acertares, ahah

    ResponderEliminar
  8. Ahahah, realmente acontece-te cada coisa mais cómica xD
    Gostei imenso do menino, foi super fofo, mas provavelmente eu acho que me passaria exactamente a mesma coisa pela cabeça se tivesse na tua situação.. Quanto à condutora, oh pah, coitada, já que não arranja homem à "moda antiga" prefere fazer-se assim às pessoas no meio da rua xD

    ResponderEliminar
  9. E assediado, suponho xb

    ResponderEliminar
  10. Já ninguém está a salvo com esta espécie de desesperadas xb

    ResponderEliminar
  11. Ah pois anda, vê se compras rápido os cartuchos para a espingarda, já ninguém está seguro :b

    ResponderEliminar
  12. Coitado do puto!
    Olha,tenho a dizer-te que parei neste blog por acaso e já li duas páginas...
    Adorei o teu sentido de humor!
    Se fosse no Facebook estavas a levar com um "like"!

    ResponderEliminar

Comentar aumenta a esperança média de vida. QUERES MORRER NOVO?